quinta-feira, 21 de abril de 2011

Belial



Olá a todos... bem, dessa vez vou postar uma poesia, a primeira que consegui escrever em toda minha vida... *medo* Bem, como eu não entendo nada de métrica e tal, fiz meus versos livres e minhas rimas pobres, mas espero que alguém goste... Eu ao menos gostei de escrevê-la, por se tratar do meu querido Belial...
É isso, por favor comentem!
Beijos!



Reina sôfrego e orgulhoso,
O belo Príncipe do Norte,
Que em deslumbre ambicioso
Do Rei Infernal foi consorte.

Com sedutor jeito cortês,
Esconde a alma obscura.
Mescla à inerente altivez
Alguma eterna brandura.

Esperança um dia caída,
Oculta no falar refinado.
Chora uma alma traída,
Eterno pranto encarnado.

E as alvas asas cortadas,
Silenciosas belas fugazes,
Com impuro amor dotadas
De perversos sonhos vorazes.

E com uma língua ferina,
Feita de mentira bonita
Onde a verdade mofina,
Perdida, por vezes habita.

Mas sedutor logro domina
Cada firme gesto ofídio.
Inebria mais que morfina,
Serve à alma de presídio.

Dotado de toques de prazer,
Em mais lânguido pedido,
Capazes de enlouquecer
Num triste olhar perdido.

Num olhar de gelo gris,
Onde sangue maldito verte,
A lágrima serve de atriz,
Ao atrevido e sofrido flerte

Que a tantos anjos fez cair
Imersos em impura paixão.
Viu servos de Deus servir
Apenas pecado, podridão.

Tal qual Sapho, pele branca
Perfumada, emana luxúria,
Sem dó, o coração arranca,
Da Besta que reina Lemúria.

Impudico e imperativo gemido
Que incendeia todas as flamas
Escuta do casto, ávido pedido,
Convida às imundas camas.

Tendo nos corpos seu poder,
Disfarçado em beleza celestina,
Camufla-se o demônio que,
De diáconos despiu a batina.

Vendo no pecado uma diversão,
A cada filho incita indecência.
Tendo em Sodoma adoração,
Fez da cidade, orgia e demência.

E em sofrimento e maldição
Finos dedos tremem ávidos,
Buscam talvez por rendição,
Quem sabe por dias plácidos.

Iludindo-se a cada união
No mais torpe sentimento,
Há de restar nada, senão,
Ledo e profundo lamento.

19 comentários:

  1. Me prometa, por favor, Samila, que não será o último! MUITO, MUITO bom. Suspirei ao terminar de ler, porque fiquei sem respirar ao declamar num impulso só. rs

    ResponderExcluir
  2. Ow Lara, tens noção do quanto esse comentário vindo de ti tem poder, poetiza? Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  3. OMG. Morri com a imagem. E com a poesia. @comofaz

    T-T

    ResponderExcluir
  4. Aaaawn >_< Amei. Sério. Que não seja o último ²
    Heise Jin ownando sempre hein e__e
    Ganbatte! Força na escrita Sam-Chan *----*~

    ResponderExcluir
  5. gostei da poesia!
    Embora seja a sua primeira eu apreciei bastante.
    Aliás vi os outros contos e você escreve muito bem.

    Abraços e sucesso
    Adriano Siqueira

    ResponderExcluir
  6. aliás... Eu tirei foto sua na bienal 2010 - http://adoravelnoite.blogspot.com/search?updated-max=2010-08-30T14%3A38%3A00-03%3A00&max-results=7

    Abraços :-)
    adriano siqueira

    ResponderExcluir
  7. @Chán essa img está divina mesmo, né?? Obrigada por ler!

    @Sue sua linda, obrigada! E tomara que não seja mesmo o ultimo XD

    @Adriano, olá cara, que honra você aparecer por aqui! Que bom que gostaste! E já tinha visto essa foto... Espero que tenhamos mais fotos na bienal do Rio!

    ResponderExcluir
  8. Ui,inspirada :3

    Pra primeira poesia,ta bem melhor que todas as que eu ja escrevi e ainda escreverei.Rimas ABAB :3 não sei fazer esse tipo *risos*. Usou tantas palavras dificeis que precisei reler pra entender direitin D:

    Ficou belíssimo, omedeto Ryoko-sensei ^-^

    ResponderExcluir
  9. Oi Samile,

    Vc é minha convidada para o lançamento do meu Curta metragem, dia 26/04, 3ª feira, às 19h. Vai ser no SESC centro, vê se aparece por lá.
    Visita o meu Blog: resenhafilmes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito adoro poesias, e esta é bem definida, acredito que você tem potencial para escrever mais. A propósito tenho lido alguns post seu e tenho me identificado bastante, tenho realmente amado, até estou me apaixonando por seres sobre naturais principalmente vampiros. Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  11. @Haley Obrigada Baby =D E hahaha, eu gosto de palavras velhas XD

    @Alexandre, farei o possível para comparecer!

    @Andreia, muito obrigada! Talvez algum dia eu me arrisque nesse terreno novamente... Acho os contos mais seguros... heheheh
    e nahi, que bom que estás a gostar do que encontras por aqui! beijos!

    ResponderExcluir
  12. POXA DEPOIS VOCÊ DIZ "RIMAS POBRES" E etc DAODNE VC TROU ISSO ME DIGA Como já falado antes, espero que este não seja o último! Muito bom! E que imagem linda do Belial o///o
    Faz tempo que não entro aqui ou no Nyah!, e me sinto tão irresponsável por não mais acompanhar teus contos como antes... ToT

    ResponderExcluir
  13. Ah baby, é que é rima pobre mesmo o.o' é a classificação que se dá quando as rimas são da mesma classe gramatical, que é o caso da maioria das que fiz: Gemido-Pedido, demência-indecência, por exemplo, são ambos substantivos, e por isso são rimas pobres.
    Uma rima rica é Branca-Arranca, que é um adjetivo com um verbo, e elas são consideradas as ideais por não darem impressão de repetição.
    ~~~~~~~~~
    Nhai, obrigada *-*
    e essa imagem tá luxenta demais ;D
    e bem não se sinta responsável, pois esse é o MEU papel, por demorar tanto para escrever ._.
    Beijinhos, fofa! e OBRIGADA =*

    ResponderExcluir
  14. Quão bom é poder desfrutar de um poema magnífico como este, por um momento poderia jurar ter sentido a presença do anjo caído. Continue a encantar leitores com outros poemas seus Samila!

    ResponderExcluir
  15. Muito obrigada, my dear! Eu pretendo continuar escrevendo sobre Belial por um bom tempo, embora não poemas, esse foi o primeiro, e temo que possa ser o único, hehehe. Poemas são complicados para mim, prefiro escrever em prosa!
    Muito obrigada por sua leitura!

    ResponderExcluir
  16. Nyaaaah! achei o selo de belial '-' Tava pensando até em fazer uma tatoo do selo de tão apaixonado que fiquei por belial! Você me inspira Ryoko_chan! BJS

    ResponderExcluir
  17. @Ki-chan Huahaua, baby, sei não, não recomendo tatuar por hora esse selo... Você pode utilizar isso como barganha caso um dia queira fazer uma evocação goética do Belial XD
    LOL
    Nhai, fico muito muito feliz que tenhas gostado do Belial *-* Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. Nossa.... Impressionantemente, fiquei sem palavras, tem mais? Se tiveres, é bom postar pois, eu amei esse conto em forma de poema você sabe se expressar maravilhosamente bem linda, ta de parabéns. Bjoss.

    ResponderExcluir
  19. Olá Natália! Nhai, infelizmente meu forte não é poesia (não que eu seja forte também em prosa, mas... XD) por isso é muito raro eu escrever um poema, mas que bom que gostou dest.
    No mais, continuarei a escrever contos e livros sobre meu amado demônio do Orgulho!
    Beiijinhos, e obrigada por sua visita!

    ResponderExcluir